carregandi

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Acesso do Associado:   
 

Ainda não é associado?

Venha fazer parte da Assisefe!

Clique aqui!
A - A +

Apenas 39% dos idosos tomaram as duas doses da vacina no Brasil

history terça-feira, 25 de maio de 2021     folder Notícias

 

No último dia 21, uma reportagem do Jornal G1 trouxe um levantamento preocupante: após quatro meses de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, apenas 39% dos idosos foram vacinados com as duas doses. Parte dessas pessoas ainda aguarda chegar o momento agendado para receber a segunda aplicação, porém, pelo menos 6,3 milhões de idosos estão com a 2ª dose em atraso, segundo pesquisa do Laboratório de Estatística e Ciência de Dados da UFAL, no dia 19 de maio.

Diante desse dado alarmante, a ASSISEFE reitera a extrema importância de todos receberem a 2ª dose de sua vacina, pois somente assim, o organismo terá concluído a criação de anticorpos em nível suficiente para proteger contra a doença. A vacinação eficiente (as duas doses) é a principal arma para evitar uma terceira onda do vírus e o aumento de mortes. 

Exemplificação

Para se ter uma ideia da importância da 2º dose, no caso da vacina Astrazeneca, só uma aplicação possui eficácia de 76%. Recebendo a segunda dose, a pessoa sobe de 76% para 81% de proteção, ou seja, mais proteção e menos riscos.

Uso de máscaras e distanciamento social devem continuar

Para os idosos que já receberam as duas doses, é importante frisar a necessidade de manter as medidas de segurança. Entendemos que, após um ano, muitos sentem falta da interação social com amigos e família, mas especialistas ainda não recomendam aproximação, abraços e beijos. Então, se optarem por receber visitas ou planejar um encontro presencial, a orientação é que todos estejam de máscaras, que mantenham certo distanciamento, prefiram ambientes abertos e ventilados e optem por visitas curtas que não envolvam compartilhar refeições, por exemplo.

Fonte: Portal G1 e CNN